sábado, 12 de agosto de 2017

As pessoas vêm e vão...



Fato é que as pessoas mudam, e nem tudo permanece da mesma forma para sempre, nem tudo vai ser sempre igual, sempre a mesma coisa, nem tudo vai durar muito.
Durar é algo muito relativo, uma vez que algumas coisas duram horas, dias, algumas até mesmo conseguem durar por meses e anos, e olha, algumas coisas até duram uma vida toda, mas as coisas mudam, e durando pouco ou muito, elas podem acabar a qualquer hora.
Existem coisas, objetos, animais, locais, estações e pessoas. Hoje especificamente vamos falar das pessoas. As pessoas vêm e vão, essa é a única regra da vida, se elas vieram, uma hora elas precisam ir, seja para um lugar diferente aqui na Terra, ou para um lugar diferente como o Céu. Mas elas vão, e pouco ou muito, elas duram.
Algumas pessoas vieram para te mostrar algo, para te ensinar alguma coisa e por algum motivo elas cruzaram o seu caminho e se tornaram importantes, elas fizeram parte de um momento da sua vida, mas um dia elas se foram, um dia elas mudaram. Existem pessoas e pessoas, coisas e coisas. Algumas vem para fazer parte de uma determinada fase da sua vida, te ensinam algo ou aprendem alguma coisa com você, te fazem sentir como se aquilo fosse eterno, e em algum momento elas vão embora. Colegas do jardim de infância, do maternal, do ensino fundamental, do ensino médio, da faculdade, do trabalho e da vida. Essas pessoas vêm e vão, e as vezes elas ficam. Existem pessoas pelas quais você jurava que iriam ficar ali, mas o tempo passa e elas vão.  Da mesma forma que existem pessoas que chegam do nada em algum momento e acabam durando a vida toda, por mais que você jurasse que aquela pessoa nem ficaria tanto ao seu lado. E sabe aquela pessoa que você conhecia desde pequeno? Ela se foi. Mas ela pode ir, tudo bem, quantas vezes você já não foi embora da vida de alguém? E isso não significa que essa pessoa deixou de ser importante para você, mas significa que você mudou, e se alguém foi embora da sua vida, saiba que você já foi importante para ela, ainda será, mas de certa forma essa pessoa também cresceu e mudou. As pessoas mudam, da mesma forma que as estações, elas vêm e vão.
Também existem aquelas pessoas pelas quais você desejou nunca ter conhecido, que em algum momento elas vieram e só te deixaram mal, fizeram algo ruim para você, te fizeram chorar e até mesmo participaram de uma fase difícil da sua vida, que você jura que sua vida poderia ter sido melhor sem essas pessoas, por mais que elas fossem só pessoas, mas se elas vieram, existe um motivo. Essas pessoas precisavam crescer, mas antes te fizeram crescer. Você cresceu, você mudou, e elas se foram. Um dia elas também acabaram crescendo, outras pessoas chegaram na vida delas e depois se foram.
Algumas pessoas são essenciais em alguma fase da nossa vida, e as vezes nos tornamos essenciais para alguém também, mas se chegamos até lá, em algum momento nós iremos embora. A gente vem, e vai. Às vezes é questão de tempo para percebermos que mudamos e que essas pessoas também mudaram, que nem tudo precisa ser para sempre, e que na verdade, nada é para sempre. Hoje você é uma pessoa que acredita em algo e convive com certas pessoas a sua volta, mas amanhã você muda, amadurece e conhece pessoas novas, assim passando a conviver com essas pessoas novas e acreditando em coisas diferentes. Mas não é porque você amadureceu que conviver com certas pessoas antigamente as tornam menos importantes. A questão é que você mudou, e aquela pessoa que antes se encaixava totalmente de uma forma perfeita na sua vida, hoje talvez já não se encaixe mais, e talvez vocês se cruzem com menos frequência, até que um dia você vá embora da vida dessa pessoa ou ela vá embora da sua. Você mudou e essa pessoa também mudou, essa pessoa também foi conhecer pessoas diferentes. Ela veio e ela se foi.
Mas também existem aquelas pessoas que vão e voltam. Algumas pessoas simplesmente não se adaptam ou se encaixam em certa fase de sua vida, da mesma forma que você não consiga se adaptar em alguma fase da vida de alguém com quem costumava conviver, e aí é questão de tempo para ocorrer essa volta, é questão de crescimento, e de mais mudanças ainda. Às vezes lá na frente, quando você menos esperar, depois de anos, depois de muitas pessoas terem passado pela sua vida, em qualquer questão que seja, essa pessoa vai acabar se cruzando novamente com você e mais uma vez durando por algum tempo na sua vida, nem que seja para ir embora apenas quando o motivo for uma ida permanente para outro lugar bem longe da Terra, ou até mesmo quando vocês já não se entenderem mais. Mas uma hora essa pessoa vai embora, sabe por que? Porque as pessoas vêm e vão.

As pessoas mudam o tempo todo e mudam até mesmo para se conhecer. As pessoas mudam porque a vida é muito curta para ser sempre a mesma pessoa, porque precisam de coisas novas, de conhecimento, de viagens curtas ou longas, de idas e vindas, de mudanças para viver. Mudam, porque todos vêm e todos vão, mas na sua vida, a única pessoa que sempre vai ficar até o último momento em que você estiver aqui, e em todas as suas fases e estações, é você. 

quinta-feira, 22 de junho de 2017

Resenha: Shampoo e Matizador BM'Care da Barro Minas



Oi pessoas lindas desse universo haha tudo bem com vocês?
Quem é loira igual eu (ou mais loira ainda hahhah) sabe como é uma loucura para achar produtos que sejam bons para os nossos cabelos e que vivemos em busca dos melhores matizadores, para jamais deixar o cabelo ficar amarelado, até mesmo com truques doidos da vida, e por isso hoje eu vim mostrar para vocês um produtinho que na minha opinião eu chamaria de "Milagroso", sim, ele é muito milagroso mexxmo minhas lindas!!
TESTEI E MEGA APROVEI!!!
Recebi para testar aqui o Shampoo e a Máscara de Hidratação Matizadora da Barro Minas, da linda BM'Care, e como eu simplesmente sou fascinada e apaixonada por produtinhos de cabelo, corri na mesma hora para testar, já que tanto no shampoo quanto na máscara vinha escrito que eram resultados instantâneos. Pois é, dito e feito. Hahaha
Vou contar para vocês como eu testei, para não ter erro:





1. A primeira coisa que eu fiz foi lavar o meu cabelo com o Shampoo Platinum da Barro Minas, para não deixar o cabelo detonado, sempre opto por usar a quantidade referente a apenas 1 moeda de um real no couro cabeludo (parte de cima, apenas), pois mais do que isso é desnecessário para o meu cabelo, já que não está tão comprido. 

PAUSA PARA CONTAR O FATO SOBRE O SHAMPOO TER UM CHEIRO MARAVILHOSO, OKAY, VAMOS AO QUE INTERESSA NOVAMENTE. HAHAHA.
Lavei a parte de cima com Shampoo e enxaguei o cabelo, então depois usei a mesma quantidade para lavar a parte de baixo da cabeça, ainda no couro cabeludo, e enxaguei novamente, tirando todo o produto do meu cabelo, que já tinha deixado ele macio.





2. Depois de tirar o Shampoo, era hora de usar e experimentar a maravilhosa Máscara de Hidratação Platinum BM'Care, e então passei o produto por todo o meu cabelo loiro (se você for loira desde a raiz, não tem problema, pode passar no cabelo todo). Deixei agir no meu cabelo durante 25 minutos, e depois tirei todo o produto.


3. Por último, é só usar algum condicionador de sua preferência, mas lembrando que da própria linha da BM'Care, da Barro Minas existem muitos condicionadores ÓTIMOS e que as loiras podem super usar. Deixei agir por mais 5 minutinhos, apenas nas pontas do cabelo, e enxaguei.

Depois eu só sequei meu cabelo para ver o resultado final, e NÃO concluí com chapinha, gosto apenas de secar. Nem preciso reforçar o tanto que eu gostei do resultado, né? Hahaha
O Shampoo dessa linha tem ação antioxidante e promete efeito matizador desde o primeiro uso, sendo que ele realmente cumpre com o que diz, além de hidratar o cabelo (são poucos shampoos que conseguem deixar meu cabelo hidratado, mas esse conseguiu e muito), deixa o cabelo totalmente limpo, iluminado e com brilho.
Já a respeito da máscara, sem dúvidas teve um ótimo resultado. A máscara de hidratação matizadora deixa os cabelos bem mais claros, tirando todo o amarelo contido nos fios, sendo que você pode deixar ela agir no seu cabelo de 1 até 30 minutos, quanto mais tempo, mais claro seus fios ficaram, e maior resultado ela terá e dará para seu cabelo. O que eu mais gostei nessa máscara é que o resultado realmente foi muito rápido, na primeira vez que eu usei já mudou e clareou muito os meus fios loiros, que estavam bem amarelados, mas também gostei muito do fato de ela não detonar os fios do cabelo, e junto com a sua função de matizar também poder hidratar tão bem o cabelo e o deixar com muito brilho e nutrição, que é o que toda loira precisa, já que é uma cor fácil de estragar os fios, por conta de muita descoloração.

Por fim: APROVADÍSSIMO!

Mas calma, olhem só o resultado do ANTES E DEPOIS, eu filmei tudinho do meu primeiro uso para vocês:



Viram só como ficou demais esse resultado? to me sentindo A LOIRINHA! Hahaha. 

Para quem é de Campinas - SP e quiser saber onde encontrar esses produtinhos milagrosos da Barro Minas, é só procurar pela loja CIGANA, no centro da cidade, mas você também pode entrar na página deles CLICANDO AQUI e conferir um pouquinho mais disso tudo! ♥


OBS: Até o fim de semana vai ter vídeo no canal contando sobre como eu cuido do meu cabelo e explicando um pouco mais para vocês sobre esses produtos que eu já estou APAIXONADA e quero sempre. Então se você ainda não é inscrito no canal corre lá para se inscrever CLICANDO AQUI, ativem as notificações para ficarem ligadas assim que o vídeo sair e para não perder nadinha!





sexta-feira, 14 de abril de 2017

"13 REASONS WHY" Por que assistir?


Ha praticamente duas semanas atrás saiu a tão esperada série "13 reasons why" no netflix, série que seria adaptação de um livro com o mesmo nome, porém, quem já leu o livro sabe que na série algumas coisas foram mudadas, porém de uma forma que todos conseguissem entende o papel de cada pessoa ali, fazendo com que nós entendessemos vários lados da história, e não só da história da personagem principal, que já começa o primeiro episódio da série morta, logo depois de ter se suicidado, por razões que a mesma deixa gravadas em 7 fitas diferentes (lado a, lado b/frente, costas).
Nas fitas, Hannah Baker deixa bem claro quais foram os motivos que a levaram a fazer o que fez, a ter acabado com sua vida, ainda adolescente, e mostra tudo na sua visão. Tudo bem que a decisão de acabar com sua vida foi dela, só ela teria poder de decidir continuar ou não viva, mas você já parou para pensar que várias pessoas (garotas e garotos) passam por isso diariamente, se perguntando se devem ou não cometer suicídio? Querendo ou não, é algo do qual precisamos falar também. Suicídio não é brincadeira, é algo sério, que pode acontecer com qualquer um, você já parou para pensar isso?
Por mais que cada um decida o que quer fazer com sua vida, existem razões que só quem viveu pode entender de verdade, só quem já passou por coisas assim pode sentir. Então, antes de qualquer coisa: nunca julgue alguém por essa atitude. Se você conhece alguém que da indícios de querer se matar, por favor, ajude essa pessoa, converse com ela, mas jamais a julgue. Não seja um porquê, ajude ela a não ser uma Hannah Baker.

Nunca nem passou pela minha cabeça em querer acabar com minha vida, acredito eu que devemos valorizar a vida que temos e nunca tive motivos para isso, mas precisamos entender que algumas pessoas tem tendências a pensar sobre isso com mais facilidade, e as vezes, acabam cometendo o suicídio, que é sim coisa séria.
Lá em torno dos meus onze ou doze anos, passei por uma fase onde sofri bullying, onde apanhava todos os dias na escola, e para algumas pessoas aquilo ali parecia muito engraçado. Uma garotinha boba na pré adolescência, magricela, de cabelo armado, corpo disproporcional, acne no rosto, sendo zuada e levando tapas na cabeça todos os dias na escola por suas "colegas" de classe. Enquanto as meninas (3, para ser mais específica) me batiam, a classe toda zuava e levava tudo aquilo na brincadeira, falavam mal de mim o tempo todo, e eu ficava quieta, até que cheguei a contar para a diretora da escola quando a coisa começou a ficar mais séria, mas sabe o que aconteceu? nada. Nunca aconteceu nada. Mas eu, apesar de chorar quando chegava em casa todos os dias, era forte o suficiente para amar a vida que eu tinha e valorizar as coisas boas que me aconteciam quando eu não estava na escola. Se eu já sofri bullying virtual? Sim, tudo na mesma época, era época do famoso "ask", onde as pessoas faziam perguntas anônimas pela internet e você jamais saberia quem te perguntou, mas no meu caso não eram apenas perguntas, eram frases e frases falando mal de mim, coisas que me deixavam completamente triste. A escola inteira ria de mim, isso se tornou algo "normal", e quando me perguntam se eu sinto falta do meu ensino fundamental e eu digo que "não, é como se essa época nem tivesse feito parte da minha vida", é por esse motivo, é por tudo que aconteceu comigo. Mas eu sempre tive minha família me ajudando em tudo, e dentro daquela escola apenas uma garota (minha mais antiga amiga) ficou do meu lado o tempo todo e não ria de mim igual todos os outros. Eu não tinha 13 motivos, 13 pessoas igual a Hannah Baker, eu tinha uma escola de motivos, dois anos do motivos, mas nunca a vontade. Eu amava a minha vida, e graças a Deus, foi uma fase, eu cresci, eu nunca considerei esses fatos que aconteceram na minha vida como motivos. Mas precisamos conversar sobre, pois muitas pessoas passam por isso, muitas pessoas consideram essas coisas como motivos, como "porquês". 

Depois de assistir a série eu parei para pensar claramente sobre: e se eu tiver sendo o "porquê" de alguém, quando eu dou risada de alguma pessoa, quando eu faço algo que para mim é como uma brincadeira, mas que deixa alguém verdadeiramente chatiado? Da mesma forma que as pessoa que me zoavam pensavam que aquilo não se passava de uma brincadeira, mas para mim não era. Pode ser que para alguém também não seja. E se você for o "porquê" de alguém? Será que você já se perguntou isso? 13 Reasons Why nos faz pensar o tempo todo sobre a forma que agimos com as pessoas do nosso lado, não só dentro da escola, mas também na faculdade, no trabalho, na rua, na vida. Uma brincadeira só é uma brincadeira quando a pessoa gosta e se diverte junto, sem nenhum sentimento triste de verdade, Caso ao contrário, caso uma pessoa apenas se sinta ofendida, já basta para isso deixar de ser uma brincadeira. As vezes podem ser coisas que consideramos pequenas, mas para alguém é algo de grande importância. E quando eu me refiro ao bullying, não me refiro só sobre os tapas (agressão física) que alguém leva, mas também as agressões morais, psicológicas, políticas, econômicas e sociais, que sim, acontecem e por toda a parte, só precisamos abrir o olho as vezes para perceber que o mundo está cercado de porquês e de Hannah Bakers.

Outro fato que essa série me fez parar para pensar um pouco mais é que: ficando quieto nada vai mudar. Sabe quando você vê alguém sofrendo qualquer tipo de bullying, você não participa de nada, mas acha que ficando quieto pode ajudar? Não, ficando quieto é como se você estivesse apoiando tudo o que acontece. A série me fez parar para pensar que as vezes o fato de conversamos e apoiarmos pessoas que sofrem qualquer tipo de agressão já é uma ajuda. Cada um ajuda como pode, mas já parou para pensar que as vezes alguém só precisa de uma companhia ali, de um apoio, de um ombro amigo, de alguém para a convencer de que a vida vale a pena ser vivida e para mostrar que essa pessoa não está sozinha? Não vou dizer que eu nunca ri de alguém, todos já cometemos algo assim algum dia, mas e se a gente tentasse parar? E se todo mundo ajudasse as pessoas que precisam ser ajudadas, mas as vezes tem medo de falar e acabam rindo para disfarçar a tristesa? Isso acontece e muito, mas precisa ter um fim. Quando alguém se suicída, é comum ouvirmos as pessoas falando frases como "nossa, por que ela fez isso?" ou "ela não deveria ter se matado, as vezes era só uma fase ruim da vida dela", mas se você conhecia essa pessoa, por que não sentou para conversar com ela, por que não a contou que era só uma fase e que ela podia contar com você, que isso iria passar? São em coisas simples que podemos ajudar essas pessoas, de pouco em pouco, podemos diminuir histórias de suicídio. 

E foi assistindo essa série que eu percebi que o mundo está cerdado de porquês, mas também foi assistindo essa série que eu entendi que se cada pessoa ajudar o próximo, as Hannahs vão se diminuindo aos poucos, e não se diminuindo porque acabarm se matando, mas se diminuindo, porque a vontade de morrer sumiu, dando lugar para a vontade de viver. Se você ai do outro lado da telinha já pensou em agir como a Hannah, saiba que você não está sozinho.

Ainda não assistiu "13 REASONS WHY"? Relaxe, aqui não teve, nem vai ter spoiler nenhum, mas assista e tire suas próprias conclusões sobre a série. Espero de coração que de alguma forma esse post de hoje possa fazer vocês pensarem um pouco sobre a vida, sobre o quanto devemos valorizá-la e ajudar quem está precisando, nem que seja com um abraço. ♥ 


Look do Dia: Street Style




Oii pessoas mais lindas do world, tudo bem com vocês? Ultimamente venho fotografando mais os looks que eu estou usando no dia a dia e para sair também, então vou voltar a postar aqui para vocês os looks com detalhes, já que eles sempre aparecem no instagram , mas nunca (quase nunca) aqui, então quem apoia a ideia de postar aqui também, porém trazer mais fotos ainda? Hahaha.

O look que eu usei hoje foi para fazer algumas fotinhos e depois gravar uns futuros vídeos para o canal com o estilo mais "street", o que será que vem por ai no canal hein? Ai aproveitei para fotografar também, e agora trazer os detalhes dele para vocês. Fora que adoro esse cenário no fundo, então tudo colaborou para dar certo!

  • Look Completo:






  • Cropped: Renner
  • Cardigan: BobStore (era uma blusa inteira, customizei cortando como um cardigan)
  • Boné: Nike, Esportivo






  • Calça: Renner (eu que rasguei, rs)
  • Tênis: Baby Calçados


Espero que tenham gostado, venho com mais looks para vocês ainda durante essa semana ♥

quarta-feira, 29 de março de 2017

Como eu cuido do meu cabelo loiro? DICAS + TRUQUES

Quem me acompanha aqui deve ter percebido que de um ano para cá eu mudei bastante o meu cabelo. Sempre gostei de mudar ele, mas nunca tinha feito tanta coisa em tão pouco tempo (menos de um ano todo esse processo de mudanças). Já fui ruiva em um tom vermelhão e depois também ruiva em um tom laranja, mais natural, já fui loira cheia das californianas, já tive mechas coloridas, e também já voltei para a morenice algumas dessas vezes, e da ultima vez que voltei a ser morena e voltei ao meu tom natural, fiquei assim por uns 2 anos sem tintura nenhuma, porém eu me recusava a cortar o meu cabelo, o que fazia com que da metade para baixo do meu cabelo ainda fosse totalmente detonado por conta do meu ruivo laranja, que eu tive lá por 2013.
Ano passado resolvi virar loira no dia do meu aniversário e me dar essa mudança de presente, porém, como vocês podem ver na segunda foto, meu cabelo se recusou a ficar loiro, e acabou ficando um loiro/ruivo/manchado/detonado por química, e então entendi que se eu quisesse ser totalmente loira precisaria de duas coisas: MUITA paciência, e MUITO corte de cabelo. Mas eu ainda me recusava a cortar o cabelo. Optei só por esperar e de dois em dois mêses eu tentava clarear mais um pouquinho, porém isso judiava muito dos meus fios detonados. Como vocês podem ver, até a quarta imagem, meu cabelo parecia não ter concerto nenhum por conta da tintura ruiva que ainda estava ali no fundo.

Depois de me irritar com meu cabelo manchado e cheio de cores diferentes, com a certeza de que eu queria ser TOTALMENTE loira, decidi que mudaria totalmente então o meu cabelo, e que se eu tanto queria ter um cabelão loiro bonito, eu iria cuidar dele primeiro e cortar o tanto que fosse necessário.
Até cheguei a gravar um vídeo para o meu canal mostrando para vocês o tanto que eu cortei do meu cabelo (15cm), e acabei totalmente com o ruivo dele, deixando só o loiro e sem pontas detonadas.
Foi aí, em janeiro desse ano, no mesmo dia que cortei o famoso corte long bob que decidi tentar clarear finalmente da forma que eu tanto queria, deixando meu cabelo um loiro perolado maravigold tão desejado por mim ha quase um ano. Eu estava disposta a aceitar que teria que fazer mil hidratações e cuidar muito do meu cabelo, mesmo sem saber o quanto me custariam essas hidratações hahahah. E assim, me tornei loirissima da forma que eu tanto queria, e o mais importante: uma loira satisfeita com seu cabelo e o tamanho dele também. Já não sei mais se quero deixar ele crescer igual antes. To amando tudo. Essa segunda foto eu tirei ontem, para vocês verem o quanto ainda estou loirinha, e vou contar um segredinho: fazem quase 3 meses que eu fiz essa loucura e até hoje não fui em nenhum salão matizar ou clarear mais, da para acreditar? Só vou agora para fazer a raiz porque começou a crescer, e isso eu prefiro não me arriscar sozinha em casa. Hahaha.
Mas quer saber como eu faço para cuidar do meu cabelo sozinha? Vem que eu te ensino.


• Dica 1: MUITA HIDRATAÇÃO. Pelo menos uma vez por semana eu mesma faço uma máscara no meu cabelo, com produtinhos super baratinhos e uma máscara bem caseira também (já ensinei no meu canal como faço), envolvendo maizena, que deixa meu cabelo super macio e hidratado. Mas a dica maior é não fazer mais e nem menos do que uma vez por semana. Se a gente fizer bastante, o efeito pode ser ao contrário do que esperado, e se fizermos de muito em muito tempo, as pontas do cabelo começam a estourar com facilidade e ele fica muito desidratado.

• Dica 2: MATIZAÇÃO COM VIOLETA GENCIANA. Quem aí já ouviu falar nesse produtinho? Achamos ele em qualquer farmácia e custa em torno de 3 reais. Mas cuidado, se for fazer, uma vez a cada 20 dias está ótimo,  mais do que isso o seu cabelo vai ficar totalmente detonado e quebradiço por conta do produtinho. Você pode fazer com água, misturando algumas gotinhas da violeta, ou até mesmo com creme de hidratação, que é como eu faço, misturo a violeta na hora de hidratar meu cabelo, e enquanto ele hidrata, já vai matizando tudo junto.

• Dica 3: NÃO LAVAR TODOS OS DIAS. Se você gosta de lavar seu cabelo todos os dias, pode esquecer de fazer isso com o loiro, porque seu cabelo vai demora rmuito mais para ficar oleoso, porém se lavar sempre ele pode até acabar ficando mais oleoso ainda. O que eu indico é lavar um dia sim e um dia não.

• Dica 4: ÓLEO DE COCO NO CABELO: Já conhece o óleo de coco? Encontramos ele super baratinho também em muitos lugares e é ele que pode fazer a restauração e nutrição dos nossos fios que ficam bem detonados com a química da descoloração. Mas cuidado para não usar muito e não deixar seu cabelo detonado. Uma hidratação com óleo de coco de 15 em 15 dias está ótimo.

• Dica 5: AZEITE DE OLIVA = BRILHO: O loiro com o tempo pode ficar desgastado e horrível. Primeiro use a violeta para tirar o tom amarelado e matizar, depois de ter feito isso, passe uma colher de azeite de oliva no coro cabeludo e desça por todos os fios, assim o cabelo ficará muito mais hidratado e com um brilho super natural.

segunda-feira, 27 de março de 2017

Tendência de Outono: Bota Branca


Se você vive procurando tendências novas, provavelmente já deve saber qual é a mais nova tendência deste outono que chegou pra ficar durante um bom tempinho nesse friozinho.
Depois da fase do famoso tênis branco começar a passar, e do surgimento da bota branca nas passarelas internacionais e nacionais, agora chegaram essas botas que são para ficar e para você arrasar na moda outono/inverno de 2017.
A questão é que várias garotas ainda estão se perguntando como usar a bota branca, que na maioria das vezes são curtas e com saltinhos pequenos, já que o friozão ainda não chegou, tornando assim, na verdade uma bota um tanto quanto fácil de ser usada.
A peça pode ser bem fashionista, mas também foi feita para ser usada durante o dia a dia, sem precisar de muita produção para ficar legal e em um look perfeito.


Enquanto não está tão frio, podemos aproveitar para usá-las com vestidinhos coloridos ou neutos, já que a cor não implica em nada por ser um tom que combina com qualquer outro. Por isso amo os P&B's, sempre dão certo com tudo. Aposte nas botas de salto, porém não tão curtinhas, como as de cano médio, que deixam o look com cara de fashionista.
Também podemos usar com saias, shorts e blusinhas mais larguinhas na parte de cima.



Outra forma super legal de usar essas botas é apostando na combinação da calça jeans, ou de calças curtas, deixando uma parte da perna de fora. Os looks vão do básico ao chique, e podem ser tanto para o dia-a-dia, quanto para serem usados na noite ou em um lugar que exige algo mais formal.


E aí, o que acharam dessas botas? Eu como alguém que é apaixonada por botinhas simplesmente AMEI, e não vejo a hora de ter a minha. ♥

quarta-feira, 22 de março de 2017

Quebrando as Regras: Vestido curto na festa de 15 anos


Oii meninas, tudo bem? O post de hoje é especialmente para vocês que estão nos preparativos da tão sonhada FESTA DE 15 ANOS, e que serão debutantes no ano de 2017 ou até mesmo já começaram a pensar sobre sua festa.
Desde muitos anos atrás as debutantes usam o tradicional vestido comprido, principalmente na hora da tão sonhada valsa, porém o que virou tendência agora para o ano de 2017 e os próximos anos é apostar em vestidos curtinhos durante toda a festa, tanto para a recepção, onde o vestido pode ser algo mais glamuroso, até depois da valsa, onde a garota precisa se sentir livre de vestidos apertados para aproveitar a festa com suas amigas.
Pensando nisso, trouxe aqui para vocês várias inspirações para quem está procurando pelo vestido perfeito. Inspirações e Ideias é o que não irá faltar.














domingo, 19 de fevereiro de 2017

Inspiração: Tranças para cabelos curtos


Oii meus amores, vim aqui hoje trazer várias inspirações para quem é apaixonada por TRANÇAS, assim como eu, porém tem o cabelo curto, e pensa que por isso é impossível fazer tranças. Isso é o que eu pensei logo que cortei meu cabelo, porém comecei a testar um monte de trancinhas e vi que fica mais legal ainda.
Sempre tive o cabelo bem compridão, ai resolvi cortar ele long bob para começar o ano com uma cara diferente e também me desapegar desse cabelo todo que já tava mais do que na hora de cortar, né? hahaha. Eu amo fazer tranças no meu cabelo desde que me conheço por gente (desde que existo, então), porém com o cabelo mais curto, certas tranças não dão tão certo assim, porém existem muitos outros tipos de tranças que dão super certo e deixam nosso cabelo totalmente lindo. To amando essa onda de trança na minha vida. Hahahaha. Vamos as inspirações?
Se você acha difícil fazer tranças com cabelo curto, depois dessas fotos vai querer testar correndo! ♥





Espero que tenham gostado e que se inspirem muito, assim como eu me inspiro vendo essas tranças maravilhosas ♥

sábado, 10 de dezembro de 2016

4 da manhã e eu aqui pensando sobre a vida


Parei para analisar um pouquinho esses dias sobre o tanto de coisa que deixamos de fazer por conta de medo e que depois nos arrependemos de não ter feito. Fato é que se arrepender do que fizemos jamais mudará algo, já foi, já fizemos, não podemos voltar atrás, já aconteceu, mas se arrepender de algo que não fizemos é horrível, você sempre irá se questionar "e se?" e nunca saberá o que aconteceria se, talvez naquela hora, o medo não tivesse te impedido de se arriscar e viver um pouquinho.
As pessoas vivem (sobrevivem, na verdade) o tempo todo se importando com o que os outros achariam ou pensariam sobre fazer tal coisa ou agir de tal modo, e assim de pouco em pouco a importância da vida foi perdendo sua verdadeira essência, seu verdadeiro significado, e passamos a viver na base do que seria "legal" ou talvez "bonito" aos olhos do mundo, de outras pessoas, e não aos nossos olhos.
Pensei ainda mais um pouquinho sobre isso e cheguei a conclusão de que já deixei de fazer coisa demais pensando nas outras pessoas, pensando no amanhã, no que falariam, achariam, pensariam, se me odiariam ou se continuariam gostando de mim, e quer saber? Não iria mudar em nada, a única coisa que mudou é que me arrependo de ter deixado de fazer o que queria ter feito, antes de perceber isso, antes de ser tarde.
O que significa viver para você? O que te faz querer viver? Qual a sua necessidade de vida?
Viver já foi muito mais do que se importar tanto com opiniões alheias e querer mostrar tanto para os outros, mas quem tanto mostra, pouco tem tempo para realmente fazer.
Você já parou para pensar sobre o que realmente te faz feliz? Se, por acaso a sua felicidade está nas pequenas coisas, nos pequenos gestos, nas coisas mais bobas, ou, talvez nas suas redes sociais, a cada curtida que você ganha pós postar uma foto que chame a atenção do mundo todo?
Não vou mentir e falar que não fico feliz quando ganho bastante curtida em uma foto que eu realmente estava esperando resultado, mas não podemos viver a base disso, não podemos nos importar tanto com isso. Você faz isso, eu faço isso, mas, e se a gente tentasse mudar só um pouquinho?
A base da vida deveria ser encontrar a nossa felicidade nas coisas do dia a dia, no nosso presente sem se importar tanto com o futuro, encontrar felicidade nas pessoas que convivemos sempre, que conhecemos ontem ou até mesmo hoje, nas pessoas reais, nos momentos reais, e se importar menos com o que inventamos na internet, porque tudo isso não passa de um mundo de invenções e de um mundo de mentira.
Aqui vai um conselho de amiga para vocês: se importe menos e seja mais feliz, grite mais, ame mais, sorria mais, beije mais, dance mais, conheça mais pessoas, abrace mais, cante mais, se jogue mais, saia mais, tenha momentos reais, converse mais, faça mais loucuras, se arrisque mais, chore mais (quando der vontade, não segura o choro não), se emocione mais, viva mais. E sabe o medo? Esqueça ele, e caso der medo, vai com medo mesmo, mas vai!

sábado, 12 de novembro de 2016

Eu sabia que você seria um problema.


Eu sabia que você seria um problema quando você me chamou aquele dia para conversar além de chamar mais umas outras quinhentas garotas ao mesmo tempo, mas por algum motivo, eu decidi te responder e ser legal com você, af, que droga. Eu sabia que você seria um problema quando você me chamou no dia seguinte para conversar mais uma vez e eu gostei de conversar com você, sua conversinha acabou funcionando mesmo eu sabendo que não se passava de uma conversinha. Eu sabia que você seria um problema quando eu te vi pessoalmente e então não consegui mais tirar os olhos de você, mesmo vendo você com outra e você insistindo que tinha sido só um beijo e nada mais, mas é claro, eu nem ligava mesmo, sua boca sempre foi livre para beijar quem você quisesse. Eu sabia que você seria um problema quando veio me elogiar por coisas muito bobas, mas que eu gostei de ouvir. Eu sabia que você seria um problema quando eu ouvi toda a sua história de vida, achei interessante, te contei a minha também e você ouviu sem me julgar em nada, ao contrário. Eu sabia que você seria um problema quando eu sem querer acabei beijando você uma vez, duas vezes, dois minutos, duas horas. Eu sabia que você seria um problema quando você falou que não conseguia esquecer aquele beijo, mesmo sabendo que você falava isso para outras mil garotas. Eu sabia que você seria um problema quando você começou a amolecer o meu coração de pedra que até então não amolecia por nada e com nada. Eu sabia que você seria um problema quando você passou horas e horas sendo legal demais para ser verdade, mas por algum motivo, aquela sua conversinha deu certo. Eu sabia que você seria um problema quando descobri que o seu beijo era ainda melhor do que eu pensava. Eu sabia que você seria um problema quando, sem querer, você passou a não sair mais da minha cabeça, mas, será que isso também acontece com elas? Isso faz parte do jogo? Não sei, ainda não. Eu sabia que você seria um problema quando você virou, na verdade, a solução do problema. 
E que problemão, hein, to lascada!

Pesquisa: